Inovações em RH

Feedback negativo: saiba como conversar com os colaboradores

Feedback negativo: Saiba como conversar com os colaboradores
Employer RH
Escrito por Employer RH

Faz parte do trabalho de todo líder oferecer feedbacks para seus liderados, sejam eles positivos ou negativos. Os feedbacks positivos são mais aceitos, pois representam a afirmação de algo bom. O grande desafio é quanto ao feedback negativo, pois ele pode ser mal interpretado e demandar uma grande carga de expertise emocional de quem oferece esse retorno.

Além disso, feedbacks negativos requerem uma abordagem sensível e empática para evitar uma atitude de defesa de quem o recebe. Se oferecido da forma correta, o feedback ajuda a formar profissionais mais competentes e preparados para seus desafios diários, fazendo do líder um educador de pessoas, melhorando profissionais para a empresa em que trabalha e para o mercado de trabalho.

Para surtir os efeitos desejados, o feedback negativo deve ser conduzido de forma profissional e com alguns cuidados. Separamos para você algumas dicas de como conversar com os colaboradores para dar este tipo de retorno.

Como dar feedbacks negativos?

1. Esteja preparado

Reúna todas as questões antes de iniciar o feedback e comece a conversa sempre fazendo indagações. Quanto maior o número de perguntas, mais eficaz você será na sua comunicação com o colaborador. Este processo aproxima, ajuda a entender como o funcionário pensa e porque está agindo de determinada forma.

2. Ajuste o vocabulário para algo positivo

Evite usar a palavra “mas”, substitua-a pela palavra “e”. Por exemplo, se você disser “seu trabalho foi muito satisfatório, mas você precisa aumentar os resultados em 10% no próximo mês”, a comunicação será recebida de forma pejorativa.

Por outro lado, a frase “seu desempenho foi satisfatório e precisamos que você melhore em 10% o resultado para o próximo mês”, a frase tende a ser recebida como um elogio e melhor aceita.

3. Nunca exponha um funcionário

Evite, a todo custo, expor seu colaborador diante dos colegas de trabalho. Se isso acontecer, ele se sentirá humilhado e inferiorizado diante dos companheiros, o que pode acarretar situações embaraçosas para você enquanto líder.

Como exemplo, podemos citar confrontos com outros colaboradores, ao apresentarem pontos de vistas alheios aos seus objetivos. Isso pode influenciar, inclusive, numa piora no clima organizacional da empresa. Utilize-se da premissa: “elogie em público, critique em particular”.

4. Mantenha o respeito e a transparência

De um líder é esperado respeito e cuidado com seus subordinados. Pratique a empatia, coloque-se no lugar do seu colaborador. Como você gostaria de receber um feedback?

Seja claro e leal com o funcionário. Apesar de precisar levantar questões que ele precisa melhorar, você deve ser uma referência positiva para aumentar os resultados. Leve as questões como um processo de aprendizado e não valorize o erro, mas sim, as possibilidades de melhorias.

5. Evite dar soluções prontas: ensine o caminho

Em vez de apontar soluções prontas, o gestor deve direcionar o colaborador a pensar em caminhos que o levem a entender qual a melhor solução em determinadas situações.

Desta forma, o colaborador sente que está criando uma forma própria de resolver as questões e fica mais propenso a tomar aquela linha de raciocínio para si, seguindo-a sempre que estiver em situações semelhantes.

6. Use “nós” em vez de “você”

Quando possível, use a terceira pessoa para se incluir nas situações e processos. Traga o sentimento de equipe para a sua liderança. Ninguém trabalha sozinho, ou seja, para os processos acontecerem, é preciso ter um grupo.

Usando “nós”, a pessoa se sentirá amparada, pois perceberá que tem mais gente junto com ela e que não está sozinha. Veja o exemplo: falar “você errou” é diferente de dizer “existe um erro e nós precisamos ajustar”.

7. Seja preciso

Feedbacks generalistas têm efeito ainda mais negativo do que feedback algum. Seja específico, aponte situações reais, mostre os fatos e pontue. Isso mostra que você é um líder atento e presta atenção no comportamento de toda a equipe. Mais do que isso, revela a sua maturidade ao identificar questões que podem ser ajustadas.

Quais erros evitar ao dar um feedback negativo?

Agora que você já sabe como se comunicar melhor com seus colaboradores em questões que envolvem um feedback negativo, confira os 8 maiores erros que os gestores cometem ao dar feedback negativo:

1. Usar expressões vazias

Termos como “percebo que você não deu o seu melhor” não acrescentam na vida profissional do funcionário. Eles podem fazer com que ele ou a sua equipe coloquem em cheque os seus conhecimentos de liderança.

2. Comparar profissionais

Cada profissional é único com suas qualidades e seus defeitos. Não compare ninguém, pois esta é outra forma de mostrar seu despreparo como gestor, para lidar com situações cotidianas e subjetivas, como as emoções das pessoas.

3. Fazer julgamentos

Caracterizar verbalmente o colaborador como descomprometido, despreparado, irresponsável e coisas do tipo, repercute negativamente para a equipe e para a sua figura enquanto líder. Procure apresentar evidências e pontue as situações.

4. Ignorar o perfil psicológico e histórico de cada colaborador

Lidar com situações subjetivas é uma das competências mais almejadas para as lideranças do século XXI. Procure perceber o perfil emocional e cultural de cada colaborador, pois para cada perfil, é exigida uma abordagem diferente.

5. Não estabelecer metas

Ignorar a necessidade de objetivos bem definidos é um dos maiores erros de uma gestão. Isso pode levar o empregado a receber o feedback negativo de algo que ele não sabia que deveria fazer.

6. Perder o equilíbrio

Se isso acontecer, o funcionário ficará mais atento ao seu desequilíbrio emocional do que ao conteúdo da informação que você tentou transmitir.

7. Não apresentar pontos positivos

Se você, enquanto líder, apontar somente as falhas dos processos, pode levar o colaborador a pensar que “tudo” que faz é errado. Ao pontuar as questões que podem ser melhoradas, procure fechar a conversa ressaltando os pontos positivos do funcionário. Assim, ele se sentirá mais encorajado a se empenhar, comportando-se melhor.

8. Guardar um feedback negativo por muito tempo

Seja rápido. Assim, o funcionário pode entender onde está errando e se dedicar a corrigir estas questões, antes que a situação se torne mais complicada. Lembre-se de se preparar para dar este feedback. Ele precisa ser rápido, mas bem embasado.

O que você achou deste artigo sobre como conversar com os colaboradores sobre feedback negativo? Se ele foi útil para você, compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas possam refletir sobre o assunto!

 

Sobre o autor

Employer RH

Employer RH

Fundada em 1986, a Employer RH é reconhecida pela excelência na prestação de serviços de contratação, gestão, terceirização, administração de mão de obra temporária e de estágios.
É uma empresa de RH que desenvolve projetos de software e serviços online e na nuvem para este setor, como: folha de pagamento, benefícios ao trabalhador, ponto eletrônico, painel do RH, banco de currículos e gestão de cargos e salários.
A matriz localizada em Curitiba, conta com o apoio de mais de 30 filiais que atendem empresas de médio e grande porte de todas as regiões do Brasil.

Deixar comentário.

Share This